terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Chakras - Kundalini terceira parte





KUNDALINI – A energia vital básica reside no centro fundamental (muladhara). Os hindus a chamam de Kundalini – o fogo serpentino. Lá está a concentração energética que supre o corpo humano através dos nádis – Ida e Pingala. Esta energia não é mais que a transformação do que Kardec denominou de fluido universal, é o princÍpio vital.

Confere plenamente com isto a observação de Coquet: “É unicamente graças a esta energia que o mundo pode existir, e, em último lugar, é ela a força primitiva que está subjacente a toda a matéria orgânica e inorgânica.”

Isto concorda plenamente com o que ensina o espírito Galileu a respeito do fluido cósmico: “Esse fluido penetra os corpos, como um oceano imenso. É nele que reside o princípio vital que dá origem à vida dos seres e a perpetua em cada globo, conforme a condição deste, princípio que, em estado latente, se encontra adormecido onde a voz de um ser não o chama.

 Toda criatura, mineral, vegetal, animal ou qualquer outra – porquanto há muitos outros reinos naturais, de cuja existência nem sequer suspeitais – sabe, em virtude desse princípio vital universal, apropriar as condições de sua existência e de sua duração.

”As moléculas do mineral têm uma certa soma dessa vida, do mesmo modo que a semente do embrião, a se agruparem, como no organismo, em figuras simétricas que constituem os indivíduos.” (Allan Kardec, A Gênese, FEB, cap. VI, nº 18).

Na ciência ocidental, geralmente a Kundalini é desconhecida como tal, pois ela reside no corpo invisível. Entretanto, seus reflexos são identificados na psicologia. Freud estudou-a como uma energia sexual- a libido – que diminuiria a própria vida.

Com mais correção, Jung chamou a atenção de que a energia psíquica não é originariamente sexual – a libido para ele é neutra, sujeita a transformações de acordo com a orientação que lhe é dada. O próprio Freud, ainda que preso à energia sexual – admitiu estas transfor
mações a que chamou de sublimação do instinto sexual.

Em realidade, a energia psíquica em seu desdobrar vai sendo dirigida para cada um dos vários centros de força podendo cristalizar-se em um deles. A exaltação da libido sexual teria como fator a concentração da energia psíquica no centro genésico, dando àquele que estuda paralelamente o fenômeno a idéia de que toda energia é de origem sexual.

 Por outro lado, é de observar-se que o despertar de Kundalini provocou uma geração anômala de sêmen, que vai sendo consumido na medida em que a energia sobe em busca dos centros superiores. Uma visão parcial da questão pode dar a idéia de que a energia em si é de ordem sexual.

Obstruída que se encontra sua passagem no Sushumna pelo nó (granthi) de Brahma, a Kundalini não tem acesso aos demais centros em linha reta. A ruptura deste nó de Vishnu e do frontal, nó de Rudra, com a subida da Kundalini também pelo canal central unindo assim os três nádis, torna-se extremamente perigosa, podendo resultar na loucura e na morte, quando mãos inexperientes tentam realizá-la. 

A projeção de Kundalini através dos centros inverte o processo natural – é que a ascensão natural se realiza depois que os centros estão desabrochados e os canais ao longo da coluna vertebral se encontram livres.

A triangulação das energias resulta numa queima extravagante se o indivíduo não se encontra devidamente preparado física, mental e moralmente, determinando sua destruição. Daí a necessidade de um guia para a realização de tal ascensão. O próprio circuito de ascensão de Kundalíni é distinto de indivíduo para indivíduo e vai depender do despertamento de seus centros.

A medida também é distinta. As experiências são mais ou menos profundas. As descrições propiciadas por Ramakrishna, Gopi Krishna, Motoyama e Pierre Weil conduzem a esta assertiva.

Meditação - Atenção Plena - visão Budista










COMPAIXÃO
Viver em Atenção Plena
http://www.circuloentreser.org/

Viver em atenção plena é viver, viver plenamente. Viver a única vida real e autêntica, a que só está disponível no momento presente.

O passado já foi, o futuro ainda não é, só o presente é real. Na verdade estamos sempre no presente, embora possamos perdê-lo preocupando-nos obsessivamente com o passado ou o futuro. 

Pensar no passado ou no futuro não é todavia necessariamente negativo e muitas vezes é útil, se pensarmos no passado e no futuro o mínimo indispensável para tomarmos as decisões correctas acerca do modo de viver o presente e deles nos libertarmos para regressarmos com mais alegria, responsabilidade e confiança ao aqui e agora.

 E tanto mais habitamos o aqui e agora quanto mais despidos de medos e expectativas relativos ao passado e ao futuro, quanto mais livres de tudo aquilo que nos rouba a única riqueza que possuímos, o presente, com todos os presentes que gratuitamente nos oferece:

 a vida, as pessoas com quem estamos, o lugar em que estamos, o que fazemos, o céu, a terra, todos os seres e todas as coisas. E tudo isto sempre fresco e novo, acabado de nascer, a cada instante.

Aqui e agora. Plenamente atentos à maravilha deste corpo enraizado no coração da Terra, desta coluna vertebral que nos liga ao Céu, deste coração aberto a tudo o que nos rodeia, desta pele sensível que une e não separa, deste corpo-universo tão rico de sensações.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Chás para dormir melhor

FOTO: ISTOCK

5 receitas de chás que vão te ajudar a relaxar e a dormir melhor

O hábito de consumir a bebida antes de ir para a cama pode ser um aliado na luta contra a insônia


 
Escrito porMariana Bueno
     

Ter uma boa noite de sono é essencial para manter a energia durante o dia, além de ser benéfico para a saúde física e mental, melhorando a qualidade de vida.
Mas deitar na cama e dormir não é uma tarefa assim tão fácil. São muitos pensamentos, às vezes problemas, lembranças, que levam à insônia e, consequentemente, a períodos de sono curtos.
Alguns hábitos podem ajudar nesse momento, como, por exemplo, os chás, que funcionam como remédios naturais quando ingeridos à noite. Veja cinco receitas e faça o teste!

1. Chá de camomila



É um dos chás mais comuns para tratar a insônia. Tem propriedades calmantes que reduzem a ansiedade e o estresse depois de um dia difícil, além de propriedades anti-inflamatórias e digestivas que atuam contra a indigestão.

Chakras .Primeira parte






NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS CHAKRAS

CHAKRAS e NÁDIS – Chakra é a denominação sânscrita dada aos centros de força existentes nos corpos espirituais do homem; também são chamados lótus ou rodas. 

Quando eles estão inativos assemelham-se a rodas; quando despertam, eles tomam a aparência de uma flor (lótus) aberta, irradiante, colorida pela freqüência da energia das pétalas.

No Mundaka Upanishad define-se o chakra como o local “onde os nádis se encontram como os raios no cubo de uma roda de carruagem”. Os centros são formados pelo encontro destas linhas de força (nádis), do mesmo modo que os plexos, no corpo físico, são formados pelo encontro de nervos.

Existem centros maiores, aqueles que resultam do encontro de um número maior de nádis (21 vezes, segundo Coquet, Les Çakra L’anatomie occulte de L’homme, Paris, 1982), e os centros menores em que a confluência dos nádis é menor. Entre estes últimos existem 21 formados pelo encontro de 14 nádis e outros bem menores formados pelo cruzamento de sete nádis.

NÁDIS e MERIDIANOS – Os nádis são, portanto, linhas de força que não devem ser confundidas com os nervos do corpo físico, embora estejam em relação com eles, como os chakras estão em relação com os plexos e órgãos do corpo físico. São condutores de energia. 

Os estudos de Motoyama (Teoria dos Chacras, Ed.Pensamento), indicam que eles podem ser comparados aos meridianos sobre os quais trabalha a acupuntura. Esta é também a opinião de Coquet.

No corpo etérico, denominado também pelos teosofistas de corpo físico invisível, porque nasce com o corpo físico e com ele desaparece, os nádis se apresentam como se fossem milhares de finos filamentos de gás néon, entrecruzando-o em toda sua extensão.

O número deles difere na literatura hindu, pelo que se atribui um caráter esotérico às quantidades apontadas: 72.000, 550.000, 720.000, etc. Os mais importantes são Sushumna, Ida, Pingala, Gandhara, Hastajihva, Kuku, Sarasvati, Pusha, Sankhini, Payaswini, Varuni, Alambhusha, Vishvodhara, Yasasvíni. Os três primeiros são os mais importantes, sendo que o Sushumna domina a todos os demais.


Chakras Segunda parte





Chakras - SEgunda Parte 

CHAKRA FUNDAMENTAL (básico) – É denominado em sânscrito de Muladhara (Mula = raiz; adhara = suporte) ou apenas de Adhara. Acha-se situado à altura da base da coluna vertebral. É formado de 4 pétalas em forma de cruz: a 15 representa o desenvolvimento do reino mineral, a 25 do vegetal, a 34 do animal e a 45 do hominal.

 Powell e Leadbeater indicam a cor das pétalas como sendo de “ígnea cor vermelha alaranjada”; Michel Coquet – fogo alaranjada; Aurobindo – vermelha; Tara Michael – carmesin. Nos livros, Schat-chakra-Nirupana e Síva Samhita, vermelho.

Na representação yogue deste chakra vê-se um pericárdio em forma mandálica enfechando um quadrado (yantra) de cor amarelo ouro. As pétalas que envolvem o pericárdio são de um vermelho escarlate. A sílaba sagrada (bija) no meio do chakra é “Lan”. O animal é um elefante branco.

Neste chakra se encontra adormecida a energia básica, denominada, em sânscrito, Kundalini. Ensina Coquet: “A humanidade, em gera, é sobretudo controlada pela vontade de viver e existir; está ali um aspecto de sua consciência que controla e organiza toda sua vida, e produz também isto que nós conhecemos sob o nome de reencarnação. 

E, do modo que o princípio de vida firma-se no coração, do mesmo modo a vontade instintiva e inconsciente de existir está localizada na base da coluna vertebral.” (op. cit., p.54).

”É extremamente perigoso o desenvolvimento deste chakra. Exige uma disciplina dos corpos físico, emocional e mental durante uma série de reencarnações, uma moral rigorosa.

”O aspecto vida domina, pois, quase inteiramente o centro coccígeo, tendo este por principal função participar na formação do veículo físico. É esta a razão pela qual toda a energia do centro coccígeo está centrada na procura do desenvolvimento e da perfeição ao nível do corpo denso.” (Coquet, op. cit., p. 55).

O centro fundamental é responsável pela força e vida das glândulas supra-renais, localizadas na parte superior de cada rim, na altura da primeira vértebra lombar, as quais segregam importantes hormônios: a córtico-supra-renal segrega adosterona, o cortisol e andrógenos; a medula supra-renal segrega a adrenalina.

O que é a atenção plena?





O que é a atenção plena?
 Ninguém realmente sabe, e isso é um problema

O conceito de atenção plena difere dependendo de quem você fala. 

Você provavelmente já ouviu falar da atenção plena. Hoje em dia, está em toda parte, como muitas idéias e práticas tiradas de textos budistas que se tornaram parte da cultura ocidental dominante.

Então, o que é mindfulness?
Mindfulness recebe uma variedade desconcertante de definições. Os psicólogos medem o conceito em combinações diferentes de aceitação, atenção, consciência, foco corporal, curiosidade, atitude sem julgamento, foco no presente e outros.

É igualmente mal definido como um conjunto de práticas. A atenção plena pode referir-se ao que fazem os monges budistas e o que o seu instrutor de ioga faz durante cinco minutos no início e no final de uma aula.

Mindfulness refere-se principalmente à idéia de se concentrar no momento presente , mas não é assim tão simples. 


domingo, 18 de fevereiro de 2018

O Universo conspira ao meu favor.




O Universo conspira ao meu favor.

Agora, a  prosperidade entra em minha vida, no meu trabalho, no meu lar como um milagre da Graça do amor de Deus.

Olhe esta imagem e faças as afirmações para a prosperidade.Se voce recebeu esta imagem...então você está conectadado com a Graça Universal da Prosperidade divina que circula no planeta, passe para frente e vamos nos unir e fazer circular esta energia.

Hoje eu estou atraindo a harmonia universal de Deus, a prosperidade, ótimas novas oportunidades afetivas, profissionais, sociais (novos amigos solidários, novos grupos), espirituais para o meu Bem e para o Bem de todos.

Hoje, tudo o que toco é bem sucedido, minha estrela da boa sorte brilha no céu da minha vida e na vida de todos.

Hoje eu agradeço tudo que tenho, tudo que 
conquistei com alegria, entusiasmo e amor. 

Hoje aceito uma vida cheia de amor, amigos, a
bundância, riqueza e satisfações.
Hoje crio uma boa vida porque eu a mereço ser feliz.
Eu mereço amar e ser amada.

Hoje estou permitindo que minha renda aumente
constantemente.
Hoje meu bem vem para mim de todas as partes, de todos e para todos.
Hoje me sinto segura, equilibrada financeiramente.

Hoje aceito e abençoo  toda a  riqueza e abundância em minha vida.
Hoje eu abençoo o que eu pago com  amor e alegri
a.
Hoje tudo está bem no meu mundo próspero.