sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Meditação para equilibrar o Yin e o Yang




Meditação para equilibrar as energias masculinas e femininas.

Esta meditação é muito interessante. O equilíbrio interno da energia feminina e masculina deveria ser mais estudado.

Shiva (lado masculino) e Shakti (feminino)  revelam a união e o aspecto andrógino do ser. No tantra, o conceito fundamental é o reconhecimento da polaridade, cuja integração forma o âmago da prática tântrica: a união das energias masculina e feminina, de matéria e Espírito, dos princípios ativo e passivo.

Para Jung “a união de opostos através do caminho do meio é o item fundamental da experiência interior”.

“A realização dos opostos traz consigo a libertação espiritual, experimentada na Personalidade. integrada e unificada.

Muitos meninos são bloqueados na infância de  assumir a plenitude da sua energia Yang, pela mãe, pela família e toda a agressividade reativa é contida com o objetivo de dominar e sequestrar a força e a liberdade em nome do “amor”, e da educação.

O menino cresce sem iniciativa, imaturo, dependente, carente e não “amadurece”, exacerba seu lado yin, torna-se passivo para ser aceito e amado, e ele segue na vida com este “vazio”,  da sua própria identidade.

Muitas meninas não se identificam com a mãe, e crescem admirando o Pai, querendo ser como o Pai, e não conseguem viver a princesa, o seu lado feminino, que está bloqueado na relação com o pai, ou se torna a “eterna enamorada do pai”

Algumas meninas dominadas pelo Pai,  se tornam o Pai, ficam yang , reativas, racionais e muitas vezes muito agressivas, e reativas. Escolhem homens femininos e na relação não há harmonia da plenitude do encontro de opostos.

Elas não compreendem porque não conseguem viver um grande amor e ser feliz.  Quando escolhem um terapeuta feminino, não conseguem identificação com outra mulher e a terapia não vinga. Muitas vivem cercadas de amigos homens,  mas a mulher interior pode estar adormecida no colo do Pai.

Esta mulher precisa trabalhar o seu lado feminino e procurar admirar e gostar de outras mulheres.

Se a mulher que bate de frente com todos os homens e consequentemente eles não "gostam dela", possivelmente , ela manifesta seu lado masculino reativo, inconsciente que quer o comando e a liderança  agressiva.
A cura pode ser:- procura tratar de homens feridos, de meninos feridos, entre em uma ong, e procure ser ativa passiva e procure ouvir e tratar do outro.

Ou procure escrever um diário e escrever seus sentimentos e dar nome ao seu lado masculino, por exemplo e assim a consciencia feminina irá equilibrar os dois lados. dharmadhannya 


ANDROGINIA — NOSSA VERDADEIRA CONDIÇÃO

Independentemente da expressão física, isto é, se a energia que nos sustenta reside numa forma feminina ou masculina, a energia é, por definição, andrógina.

Pode manifestar-se através de uma natureza masculina ou feminina, mas é — em essência — a união das duas. A sociedade reflete a consciência de seus membros. Os seres que equilibraram os aspectos masculino/feminino de sua natureza criam uma sociedade equilibrada.

 Esse é um estado onde tanto o masculino quanto o feminino são respeitados e coexistem harmoniosamente, dando-se prazer mutuamente e aumentando o poder um do outro.


Meditação para equilibrar as energias masculinas e femininas

Embora o exercício que vem a seguir seja uma visualização muito simples, teve efeitos bem profundos sobre muitos que o utilizaram, por mais surpreendente que pareça.

 Talvez em função do condicionamento histórico, poucos indivíduos estão realmente em contato com ambos os aspectos de sua natureza, o masculino e o feminino, e este exercício cria a oportunidade de obter orientação interior a respeito de ambos.

 Também permite a fusão de ambos os aspectos de nosso ser, pois o masculino representa o lado esquerdo de nosso cérebro e controla o lado direito do corpo.

 O feminino representa o lado direito do cérebro e controla o lado esquerdo do corpo. A fusão energética que proponho a seguir melhora ainda mais o equilíbrio interior das energias e sua comunicação.

• Sintonize-se com o trabalho de respiração e luz.
• Visualize-se em seu “santuário interior ”.
• Respire profunda, suave e ritmicamente até ficar completamente relaxado.

• Depois visualize um lugar especial dentro de seu santuário, um lugar onde seus aspectos masculinos e femininos possam unir-se simbolicamente — como num casamento.

• Preste atenção enquanto abre todos os seus sentidos para tudo o que está à sua volta.
• Você escuta uma voz feminina chamando-o. Acompanha o som e então, de repente, diante de você está seu aspecto feminino.
• Repare em sua aparência e no que está usando (se estiver usando alguma coisa).

• É jovem ou velha?
• Como é sua “energia”? É familiar?

• Ela tem consciência da importância dessa união predestinada e, antes que você a deixe para se conectar a seu aspecto  masculino, você lhe pergunta se há algo de que ela gostaria que você prestasse atenção para tornar sua vida mais equilibrada, para você expressar seu aspecto feminino de maneira mais plena ou harmoniosa.

 Fique quieto e ouça a orientação interior que ela quiser lhe dar.
• Respire profunda e conectadamente. Deixe que seus “super-sentidos” sejam ativados.
• Você escuta uma voz masculina chamando mas, antes de acompanhá-la, você agradece a seu aspecto feminino por sua sabedoria e orientação.

• E então, de repente, diante de você está seu aspecto masculino.
• Preste atenção à forma como ele se apresenta a você. É jovem
ou velho, está nu ou vestido?

• Que impressão lhe causa sua energia? É familiar?
• Peça novamente orientação a esse aspecto seu, pergunte-lhe o que lhe permitiria uma expressão mais plena e mais equilibrada do aspecto masculino de sua natureza, Você escuta imóvel, absorvendo através de todos os seus sentidos tudo quanto “imagina” à sua volta.

• Respire profunda e conectadamente. Deixe que seus “supersentidos” sejam ativados.
• Você lhe aperta a mão, agradece-lhe por sua sabedoria e o conduz até seu aspecto feminino.

• Repare na forma como se cumprimentam — timidamente ou
à vontade, como companheiros de longa data.
• Talvez ambos tenham a mesma expressão em sua vida, talvez não.
• Como este é o mundo interior onde o pensamento cria instantaneamente, você agora os vê “aparecerem” em seus trajes de casamento.
• Quando se dão as mãos, você percebe um feixe de luz conectando-os energeticamente — primeiro no chakra da base, depois conectando seus centros sacrais.

• Um feixe de luz branca e dourada conecta-lhes os chakras do plexo solar.
• Depois um lindo feixe de luz rosa conecta-lhes os chakras do coração.
• A seguir um feixe de luz azul conecta-lhes os chakras da garganta e um feixe de luz violeta conecta-lhes os chakras da testa.

• Então um arco-íris que se funde em pura luz branca conecta-lhes energeticamente seus chakras da coroa.
• Enquanto você assiste esse belo espetáculo de luz, repare nas suas sensações corporais, pois esse processo também é uma fusão dentro de você, em seus planos interiores.

• Você recua e vê a luz de seus chakras da coroa ficando cada vez maior e mais brilhante, tornando-se uma imensa bola de energia que os envolve a ambos enquanto eles começam a se fundir um no outro como o negativo de um filme que passou por uma exposição dupla e agora está formando uma imagem visual nítida, cercada e encapsulada em pura luz branca.

• Você assiste essa cena de fusão como um observador imparcial; e então você “vê” esse belo ser Deus/Deusa emergir da luz, caminhar até você e fundir-se com seus próprios campos de energia.

• Você sente uma poderosa corrente de energia avolumando-se em seu interior e subindo pelo seu corpo e, no entanto, você se sente completo, equilibrado, uma harmonia interior.

• Faça algumas respirações profundas. Respire profunda, conectada e suavemente.
• Você sente como se essa fusão interior o tivesse realinhado eletromagneticamente.
• Quando estiver pronto, traga lentamente a atenção de volta a seu corpo, para onde você esta sentado agora. Sinta as pernas, os braços. A
• Você está em paz, com um sentimento profundo de contentamento interior.
• Abra os olhos.



Nossa cultura -  feminino e o masculino.
É nossa cultura que incentiva o predomínio da modalidade de expressão. O código genético também dá certas tendências mas, inerentemente, todos temos dentro de nós o masculino e o feminino, forças positivas e forças negativas.

 Como já foi explicado antes, aquilo em que prestamos atenção cresce. A sociedade cultiva deliberadamente os aspectos de nossa natureza que se harmonizam com as crenças da moda e com as regras correntes para promover certos equilíbrios de poder.

Numa sociedade paternalista, os homens são encorajados a expressar liderança, capacidade de auto-afirmação e competitividade. Nesse tipo de sociedade, espera-se que as mulheres desenvolvam os aspectos submissos e acolhedores de sua natureza  em casa , para a família e no trabalho espera-se ação,  e  reação.

Tanto os homens quanto as mulheres têm dentro de si todas a características que acabamos de citar, e muitas outras. Quais características vêm para o primeiro plano é algo determinado em grande parte pelas influências do meio ambiente, da cultura, da sociedade, dos ensinamentos e das expectativas da família e dos pares.

A pesquisa sobre a época supostamente mítica da Atlântida, como os escritos de Edgar Cayce, entre outros, revela uma sociedade predominantemente matriarcal, principalmente nos últimos estágios. Como no caso de qualquer desequilíbrio, o pêndulo tem de oscilar para o lado oposto a fim de chegar a seu centro.

Em consequência, muitas culturas agora se tornaram predominantemente patriarcais. Hoje em dia o pêndulo já começou seu movimento descendente e vai chegar ao ponto de equilíbrio e harmonia.

A sociedade ocidental testemunhou recentemente o advento do feminismo, que é basicamente o redirecionamento das forças energéticas. O pêndulo tem de retornar ao centro sempre que há desequilíbrio. O resultado do feminismo é o “populismo”, ou individualismo, através do qual todos podemos expressar e utilizar nosso potencial e desenvolver plenamente todos os aspectos de nossa natureza, tanto os masculinos quanto os femininos.

É importante lembrar que estamos trabalhando com campos energéticos e que o reequilíbrio energético é o fator que motiva toda mudança. O advento do movimento feminista, por exemplo, foi simplesmente a resposta a uma necessidade de haver mais energia feminina para restabelecer o equilíbrio quando o pêndulo atingiu seu ponto mais elevado nas sociedades patriarcais.

Este texto está inspirado em vários mestres como Radmila Moacanin, Jung,.


Masculino e Feminino - somos os dois


Diz Jung nosso psiquismo é andrógino, ou seja, masculino e feminino.
Nossa fisiologia traz hormônios de ambos.
Fomos gerados a partir do encontro de um espermatozoide e um óvulo, portanto no início da gestação, metade/metade.
Somos Espíritos, somos ambos.
As referências do feminino (anima) e do masculino (animus), no nosso psiquismo que trazemos de nossa ancestralidade, das vivências da humanidade como mulher e homem, e nas relações com nossos pais, vão influenciar nossas imagens interiores, no que somos hoje, como homem ou mulher nas projeções e na busca do parceiro (a).

 O Espírito reencarnante é atraído aos seus futuros pais conforme suas pré disposições e afinidades.
Diz Jung na psique: masculino(animus) e feminino(anima), na busca de sua inteireza e completude, precisa integrar os dois.
Diz Platão, no inicio, os seres eram esféricos, completos e andróginos, se tornaram tão poderosos, Zeus temendo perder seu poder, resolveu dividi-los ao meio, por isso a eterna busca do outro (a) para completar-se.


Quando do início do processo de integração dos arquétipos anima/animus, porta de entrada para nosso mundo inconsciente, para me tornar um ser completo, não mais dividido e cindido em complexos, cessam as projeções sobre o sexo oposto.


 Se torna um melhor parceiro (a) com o outro (a), porque também está fazendo esse casamento interior. 
Independente de ser heterosexual ou homosexual, traz esta ambiguidade de ser masculino e feminino psiquicamente.
Nossa referência Maior Cristo Jesus, traz o perfeito equilíbrio entre masculino(animus)/feminino(anima), sendo firme e preciso no Seu sentido de vida, mais sempre amoroso, intuitivo, na sabedoria, no perfeito equilíbrio entre a razão e o sentimento.


Postado por Dharmadhannya

Meu blog foi  clonado inteiramente, 
por isto estou em oração permanente contra ataques.
Os meus textos  ( este está clonado) como estão em vários blogs com o nome de outra pessoa.


Seja feita a Vontade de Deus



Postado por Dharmadhannya
Psicoterapeuta Transpessoal
Este texto está livre para divulgação,
desde que seja mencionado a fonte:

Agora.


Repassando a
 Chama  Violeta que cura que libera...

Eu sou, Eu Sou, Eu sou, a Divina Presença Vitoriosa  de Deus,
que chameja o Fogo da Chama  Violeta (TRÊS VEZES) através de
cada particula de meu ser, e  em meu mundo.

Selai-me num pilar de fogo Sagrado e transformai e renovai
minha energia, purificai-me com a pureza, harmonia, amor,
liberdade e perfeição da Graça da Chama Violeta
Haja luz para compartilhar para o bem de todos.

 Coloque a mão no seu coração
 e sinta o fogo do amor Divino da sua  Alma no seu coração.
Que ela ascenda a liberação do dharma no seu coração.

Eu mereço ser feliz.
eu mereço amar e ser amada.
Eu mereço ter milhões amigos.
Eu mereço a prosperidade da vida.

Eu mereço o trabalho que me dá sucesso e riqueza.
Envie este amor para o seu lar, para a sua vida,
 para tudo e para todos.
 Eu sou a Fonte.

Passe para frente com o seu amor  à Chama  violeta da Cura,
 Purificação e da Liberação. ..


Meus Blogs

Eu estou no G+ : Dharmadhannya
Comunidade do G+: Dharmadhannya Luz e União
https://plus.google.com/communities/111702837947313549512
Este espaço está protegido pelos anjos e por Hermes
Estou neste momento me unindo com o Poder  e a Força da Unidade,
com o poder de todos os anjos, querubins, Serafins, Elohim.

Kodoish! Kodoisch! Kodoisch!

Melchizedek, Sandalfon, Metraton,
Gabriel, Rafael, Haniel, Miguel, Camael, Tsadkiel,
Raziel, Uriel,  Samuel.

Kodoish! Kodoisch! Kodoisch!

Os anjos seguem na frente abrindo meus caminhos
e me protegendo Com a Justiça Divina. Amém!
  
Kodoish! Kodoisch! Kodoisch!
Copyright © Dharmadhannya - 2011 - Todos os Direitos Reservados – Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web, para fins de estudo, exclusivamente.

Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte
das obras utilizadas em estudos.

Direitos Autorais -  Algumas imagens neste Blog foram obtidas no Google Imagens ,alguns sites, enviadas por amigos e de meus arquivos.
Não nos responsabilizamos por modificações realizadas nessas versões, quando transcritas, editadas, revisadas etc. em outros locais.

A publicação das mesmas não têm fins lucrativos e é de boa-fé, caso se sinta ofendido em seu direito autoral, favor entrar em contato para exclusão das imagens.
  AVISO: De acordo com a legislação vigente, o conteúdo deste blog não substitui a apropriada assistência médica , legal, financeira ou
  
psicológica, e não devem ser interpretadas como conselhos médicos,
diagnóstico de doenças, ou para efeitos de prescrição.  De modo que, aceitar o conteúdo do mesmo estará sujeito a sua própria

interpretação e uso.
 Este artigo não é destinado a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença, dor, ferimentos, deformidade ou condição física ou
 mental. Consulte sempre seu médico. 

Os artigos aqui publicados estão escritos para estudiosos do assunto.
Este  texto é resultado de uma pesquisa, eu fiz uma adaptação, inspirada nos ensinamentos de vários mestres do assunto.





Nenhum comentário:

Postar um comentário